21 set

no ipod da orangotango tem… "esse chato" bob dylan

Bob Dylan anda ganhando um espaço no meu coração.

Nunca fui muito fã do cara e sempre achei aquelas canções “poesias” demais para mim.

Mas ultimamente estou revendo tudo isso.

E esta semana ele tocou direto no meu ipod.

Separei aqui o  clássico de Subterranean Homesick Blues e logo abaixo um projeto atual inspirado nos cartões de Dylan.

Aproveite!

12 set

papo de mamãe que sabe tudo

“Esqueça a balela de que bebês ficam mimados se ficarem muito tempo no colo. Nada ajuda mais o Bruno a se sentir seguro e amado do que o contato humano. Colo, já está provado, faz bem ao bebê. Aqueles que ficam mais no colo choram menos que os que não ficam tanto. Hoje é mais comum ver muitos pais levando seus filhos em slings e cangurus, mantendo contato direto com eles. Aproveite enquanto pode: em pouco tempo o Bruno vai pesar dezoito quilos, e suas costas ficarão em frangalhos.”

Experiências como essa, aprendidas na prática e muitas outros aprendidas em conversas com outras mães, além de muitas curiosidade pelo tema e pesquisa, fizeram Flavia Fiorillo reunir ideias, dicas e soluções, muitas dos tempos das nossas avós, para enfrentar a maternidade com firmeza –e sem perder a ternura.

Flavia conhece bem do assunto. É mãe descolada, blogueira de mão cheia – autora do  “Mamãe Sabe Tudo” e no dia 15 de setembro lança o livro Mamãe conta tudo – gravidez, amamentação e o recém-nascido.

Ela não esconde o ligeiro desconforto que a gravidez pode causar e dá dicas para ajudar a minimizar os enjoos, a se distrair no caso de uma gestação que exija repouso e a dar conta dos preparativos que antecedem o grande dia do parto.

E quando o bebê chega, e começa a maratona da amamentação, Flavia ainda dá dicas valiosas  de como entrar em sintonia com o bebê, fazendo dessa uma experiência inesquecível.

O texto é informal, moderno e divertido. Parece até um bate-papo de mães no parquinho infantil!

Fica a dica!

Sobre a Flavia:

Depois de se tornar mãe, Flavia Fiorillo passou a escrever sobre os bons e maus momentos da maternidade como forma de diminuir o seu estresse nessa nova fase da vida. Foi assim, de maneira despretensiosa, que começou o blog Mamãe sabe tudo 

Mora em São Paulo com o marido e os filhos e, mesmo sendo uma pessoa cosmopolita e totalmente conectada, sente falta de um bom quintal.

Lançamento do livro Mamãe conta tudo

Dia 15 de setembro, sábado, das 11h às 14h.

Livraria da Vila – Al. Lorena 1.731

Fica a dica!

11 set

MAMA ÁFRICA – Yes, eles têm bananas, e muitas…

Yaoundé, capital de Camarões.

É daqui que escrevo. Anoto minhas impressões da cidade. Muita coisa diferente.

Os mercados são ao ar espalhados pelas ruas onde os camaroneses vendem de tudo. Os comerciantes deixam tudo no chão a mostra: todo tipo de alimento, carnes, roupas, panelas usadas. Há muito lixo também e o cheiro é péssimo. Higiene: nenhuma!

Tentei fotografar e filmar estes mercadões,  mas assim que tiro a máquina na bolsa, alguém vem  em minha direção exigindo que eu guarde  a câmera e não registre nada. “NO PHOTO, NO PHOTO”.

As crianças estão por toda parte. Escola pública? Não, não existe. Caso a família não tenha algo em torno de R$ 200,00 ANUAIS, para custear os estudos de uma criança, ela estará pelas ruas.

O povo camaronês é também muito alegre e adoram beber. Os bares ficam lotados. A bebida mais consumida são as cervejas locais, vendidas em embalagem de 600ml em temperatura ambiente – cerveja gelada é raridade-  e tomam no gargalo mesmo. Mulheres fumando é outra coisa rara por aqui.

A comida é até que bem parecida com a do Brasil. Yes, eles têm bananas, e muitas…

A fruta aqui é chamada de planton. Está em quase todos os pratos e é feita de diversas maneiras: assada, frita, cozida. Já a carne vermelha, essa é artigo de luxo.

Com a mandioca fazem o batom (foto anexa), uma pasta gelatinosa. Outro prato que degustei foi Calu, uma especialidade do CONGO. É folha da mandioca cozida com peixe desfiado e azeite de dendê.

Os amendoins são as minhas perdições. São vendidos aos montes dentro de garrafas PET.

Nos supermercados encontramos muito produto importado. Vem do Egito, Índia, Tailândia, França e muita coisa do nosso Brasil!

Vi pouco ônibus por aqui, transporte público quase não existe. E é aí que os taxis entram em ação.Os carros são detonados, sujos e a fumaça tóxica paira pela cidade. Os taxistas são imprudentes e as leis de trânsito não existem! Entram em fila tripla, atrapalham o cruzamento, param no meio da rua para pegar passageiros, para descarregar material e buzinam todo o tempo. Verdadeira loucura.

Paula Scarpato – relações públicas de formação, 35 anos, aquariana, com ascendente em leão e lua em sagitário… essa sou eu!!! Após 12 anos atuando em mercado fonográfico e publicitário, resolvi partir para uma experiência que ninguém poderia vivenciar por mim: pedi demissão de meu cargo de Gerente de Marketing. O destino escolhido foi a África, com a missão de trabalhar para os mais necessitados. E assim fui.

Menu Title