29 set

MARINHEIRO SÓ, QUEM TE ENSIONOU A TATUAR?

O que te vem à cabeça quando pensa em tatuagens clássicas?
Imagens como uma âncora, coração,  pin-ups ou  andorinhas?
Então você pensou em Sailor Jerry.
Pai do estilo “old school”, ele é considerado por muitos o principal artista da tatuagem de todos os tempos.
O americano Jerry nasceu em 1911 em Reno, Nevada. Aprendeu o ofício com um homem do Alasca chamado “Big Mike”. E fez muita tatuagem  na galera casca-grossa da região.
Mais tarde, alistou-se na Marinha e navegou muito, estabelecendo-se no Havaí.
Vela e tatuagens foram apenas dois de seus empreendimentos profissionais. Ele tocou saxofone em uma banda e teve um  programa de rádio.
Como tatuador, criou um estilo inconfundível, caracterizado por linhas em negrito inabalável e com um uso refinado de cores e detalhes incríveis.
Seu estilo, reverenciado até hoje,  é um combinado da América e tradições asiáticas, com muita cor e imagens icônicas.
Sou fã  de tattoos e especialmente do estilo do Jerry. 
Inspirada por suas tatuagens, vela, mar e marinheiros, criei a coleção de verão da Orangotango que já está na loja.
Dá uma olhada aqui!
Um viva para o marinheiro Jerry!
22 set

ORANGOTANGO TE DÁ UM PRESENTE ESPECIAL NO DIA DAS CRIANÇAS

O Dia das Crianças está chegando.

 

Acho legal a comemoração, mas queria propor também um pouquinho de reflexão: que tipo de presente você dá para seu filho?!

Tenho aprendido muita coisa depois que me tornei mãe. Sempre gostei de brinquedos e brincadeiras simples. Boneca de pano, pular corda, casinha de madeira, ioiô, pipa e tantos outros, sempre fizeram minha cabeça.

Talvez seja por isso que nossa filha estuda numa escola Waldorf (já comentei aqui). O método de educação estimula, desde bem pequenos, a criatividade, a capacidade de imaginação, a fantasia e a liberdade individual.

Os brinquedos Waldorf são simples, feitos com materiais naturais: madeira, tecido, lã. As bonecas que ficam nas salas de aula são feitas em tricô ou tecido.

Detalhe: as bonecas não têm rosto, às vezes somente dois pontinhos que simbolizam os olhos.

E sabe qual é a mágica?!

A criança, ao brincar com aquela boneca, imagina as feições dela. Imagina se ela está sorrindo de alegria ou chorando, triste.

Quando fiquei sabendo disso, fiquei encantada. Por que dar tudo pronto para as crianças? Por que quase sempre tiramos delas o direito de criar e imaginar?

Proponho um resgate das coisas simples, do artesanal e único. Que tal soltar uma pipa? Ou um brinquedo de madeira? Ou uma bonequinha de tricô?

Para te inspirar um pouquinho mais, a Orangotango vai te dar um presente. Mas presente para criar…

 São carimbos! E esses são especiais!

 

Os carimbos Bicicleta Girassol “Infinito” são feitos de maneira totalmente artesanal. São seis carimbos em madeira, com 3 cm cada, embalados em um saquinho de lona.

Suas formas permitem criar uma infinidade de desenhos, despertando a criatividade dos pequenos (e de adultos também), assim como suas habilidades motoras e cognitivas.

É sempre bom lembrar que a idéia é que pais e filhos brinquem juntos. Para crianças a partir de 3 anos (contém peças pequenas).

Para concorrer, é fácil: você só precisa deixar um comentário me contando sua sugestão de uma brincadeira simples, resgatada lá do passado, para comemorar o Dia das Crianças (a minha é empinar pipa, aqui na beira da praia).

Deixe também seu nome e email.Você pode mandar sua sugestão até  30 de setembro.

Vou fazer um sorteio aqui via random!

Boa sorte!

Quer mais sugestões de presentes para filhotes? Visite:

19 set

PEDALADA LUMINOSA

Que pedalar é uma sensação maravilhosa, não dá para discutir.
Mas os amantes dos pedais sabem os perigos que correm aqueles que preferem a noite na hora de tirar a magrela da garagem.
O desafio de tornar-se visível é fundamental e um importante componente da segurança do ciclista. Daí a necessidade do uso de roupas refletivas e sinalizadores.
Esses recursos, no entanto, nem sempre são eficientes, sobretudo se o ciclista é visto de lado. As estatísticas são alarmantes. No Brasil, todos os anos, cerca de 1.500 ciclistas morrem atropelados. Razão mais que suficiente para você redobrar os cuidados com a sua segurança.
Buscando novos meios de melhorar a segurança dos ciclistas, dois estudantes da Universidade de Carnegie Mellon desenvolveram o Projeto Aura, que consiste no uso de leds fixados nos aros das bicicletas e que são alimentados pela energia gerada pelo próprio movimento da bicicleta, por meio de um dínamo. Os leds alternam de cor, conforme a velocidade do ciclista. “Achamos que o ajuste de cor à velocidade é uma inovação significativa, que poderia criar uma linguagem nova para o trânsito.
A idéia é bem simples e perfeita: ver e ser visto. O custo é baixo e pode ser implementada em qualquer bicicleta.
O projeto ainda não é produzido em série, pois trata-se de um protótipo.
Quem sabe, num futuro bem próximo?

13 set

CHAPEUZINHO VERRRMELHO (COM SOTAQUE CARIOCA!)

“Eu me lembro de desenhar o tempo todo e em lugares secretos, como debaixo do sofá”, confessa  Mariana Massarani.
E assim foi. Mariana passou seus últimos anos colorindo mais de cem livros  infantis de autores como Ruth Rocha, Clarice Lispector, Ana Maria Machado e outros. Já conquistou, como ilustradora, quatro prêmios Jabuti.
Seus desenhos são explosões de cores, cheios de vida. Difícil não ser conquistado por eles.
E a novidadade é que a Manati, editora que aposta no mercado digital, acaba de colocar Os Três Porquinhos e Chapeuzinho Vermelho na loja da Apple. Cada livro custa US$ 2,99 (dólares, hein?).
As histórias clássicas ganharam versões lúdicas e interativas nas mãos da ilustradora e da escritora Bia Hetzel. E apresentam, além de narrativas divertidas, joguinhos como quebra-cabeça e páginas para desenhar (com direito a enviar sua arte por e-mail, como se fosse um cartão-postal digital).
A nova versão é supercolorida e está cheia de surpresas. Até os porquinhos ganharam novos nomes e divertidos sotaques.
Você pode escolher ouvir o conto na voz da mãe dos porquinhos, que no tablet soa como uma mineirinha, ou então na voz do lobo (com sotaque carioca!).
Aliás, se você quiser inventar sua maneira de contar a aventura dos irmãos, basta imaginar e colocar para gravar (o aplicativo dá a opção de armazenar suas falas).
Uma opção legal é o jogo da memória. Se você acerta, há uma salva de palmas bem bacana. E outra opção é dirigir o lobomóvel e descobrir os segredos do lobo: vale buzinar e fuçar no porta-luvas.
Não se intimide e dê um toque em cima de todos os personagens e objetos: o telefone toca, Chapeuzinho dá oi, a barriga do lobo ronca, a máquina de costura faz um barulhão… tem até som de beijo que vem da boca da mãe de Chapeuzinho, quando ela se despede rumo à floresta!
Mas o que você deve mesmo gostar é de poder fazer carinho no lobo e ouvir um “cuti-cuti”! E, claro, de trocar as roupas da Chapeuzinho e do lobo mau, como se você fosse a estilista de moda desses dois. Dá até para vestir a Chapeuzinho de lobo.
Aqui em casa está fazendo o maior sucesso. Experimente!
Não deixe também de conhecer o blog da Mariana. Clique aqui!
05 set

SEU FILHO TEM AMIGO IMAGINÁRIO?

Ando bem fissurada nessa tal caixa de papelão do post anterior.
Gosto mesmo desta idéia de criar um brinquedo com a imaginação.
E imaginação não anda faltando aqui em casa. A Nina, que já está com quase três anos e meio, anda no seu auge.
Andou falando, semanas atrás, de um tal de “Larry”. “Quem é esse Larry, Nina?”
E ela respondeu naturalmente: “Um amigo meu que você não conhece, mãe. Eu já fui até na casa dele.”
“E aonde ele mora?”, perguntamos.
Sem titubear, ela responde: “Em Dois Parises!”
“E onde fica Dois Parises, Nina?!”
Com um sorriso irônico, como se eu não soubesse de nada mesmo,  ela diz: “Perto de Minas!”
Larry é o novo amigo imaginário da Ninoca.
Prometo que conto mais detalhes assim que ela me contar um pouco mais.
E sobre as caixas de papelão, recebi da Carol,  grande amiga e com muito orgulho, ex-professora da Nina, um vídeo que traduz muito bem essa tal imaginação das crianças.
Vale conferir.

Menu Title