29 ago

BRINQUEDO RECICLADO ESTÁ NA MODA

Sempre ouvi as pessoas dizerem que crianças gostam mesmo é de brincar com a caixa do brinquedo.

Caixa grande, pequena, embalagens vazias sempre fazem o maior sucesso.

Parece uma regra universal. Agora que tenho criança, sei que isso é bem verdade.

A embalagem se transforma em casinha, vira carro, vira um monte de coisas.

O brinquedo que estava na embalagem, muitas vezes, fica jogado ali num canto.

Adoro o tema e já até fiz um post aqui no blog  sobre a caixa mágica.

Então, aproveite!!! Reciclar está na moda, faz bem para o planeta e criança adora.

Separei aqui o trabalho de Eric Barclay.

Barclay é  ilustrador e escultor fortemente influenciado pelo design gráfico e cartoons das décadas de 50/ 60.

Criador de divertidas ilustrações para clientes como: American Express, Paris Disneyland, Nokia, Sprint, Hotéis Hyatt; este americano gosta mesmo é de  reutilizar materiais comuns e criar lindos brinquedos.

Que tal transformar um frasco de mostarda em um leão? E quem diria que o simpático pinguim nasceu quando Eric encontrou uma lâmpada?!

   

 

22 ago

ORANGOTANGO À VENDA NO RIO

Tenho mais uma novidade para te contar:

Pulando de galho em galho, a Orangotango chega agora à Cidade Maravilhosa.

Saltamos direto na Gávea e descobrimos  a loja infantil Doudou e rolou uma sintonia.

Perfeito!

Charmosa e delicada, a loja é agora o endereço no Rio de Janeiro onde vc pode encontrar desenvolvimentos exclusivos Orangotango.

Confira!

Doudou

R. Marquês de São Vicente, 124/130

Gávea Trade – RJ

tel. 21-22743814.

17 ago

MESSAGE IN A BOTTLE

Que tal congelar cenas e trancá-las para sempre em garrafas de vidro?

Quem nunca pensou nisso?

Uma artista japonesa, para lá de detalhista,  é especialista em criar mundos minúsculos. Depois de prontos eles são engarrafados.

Akinobu Izumi usa papel, barro, cera e resina para montar esses mundos.

As peças estão disponíveis para venda. Dê uma olhada aqui!

10 ago

MULHERES QUE COSTURAM HISTÓRIAS

A arpillera é uma técnica têxtil com raízes numa antiga tradição popular iniciada por um grupo de bordadeiras do  litoral chileno. Neste trabalho, retalhos e sobras de tecidos são bordados sobre sacos de batatas ou de farinhas.

O Memorial da Resistência de São Paulo apresenta a exposição “Arpilleras da resistência política chilena”, com 28 trabalhos em tecido, realizados nos anos 1973 e 1980, além de documentos e livros.

Durante a ditadura no Chile, as arpilleristas usaram o seu trabalho para denunciar o desrepeito aos direitos humanos, a falta de justiça e liberdade, os maltratos, os sequestros e a vida da população marginalizada. 

Muitas arpilleras tinham pequenos bolsos no verso que serviam para o envio de bilhetes. 

Por causa das críticas e denúncias presentes nas arpilleras, a ditadura chilena passou a perseguir o trabalho destas mulheres. A simplicidade dos materiais usados na produção e a clandestindade foram alguns dos meios utilizados para driblar a ditadura.

Hoje, os tecidos bordados fazem parte da memória histórica do Chile.

Não deixe de ver tudo isso bem de perto! 

E depois me conta aqui no blog o que achou da exposição!

“Arpilleras da resistência política chilena”

de 30.jul a 30.out 2011

Memorial da Resistência de São Paulo

08 ago

LULA ESTÁ NA MODA

Para quem gosta de ilustração de moda aí vai um prato cheio. Ou melhor, um guarda-roupa completo.

A estrela é Lula. Uma bonequinha digital com um guarda-roupa de dar inveja: um par de botas de Alaïa, um vestido Rodarte assassino, lenços Emilio Pucci, vestidos Prada e muito mais.

Lula mistura o street style e  fotos de passarela e se veste baseada em looks reais do mundo da moda.

Visite o blog  “The Subject I know Best” e inspire-se!

02 ago

UM PEDAÇO DA ÁFRICA EM SÃO PAULO

Pouquíssimas pessoas conhecem tão bem Angola quanto o fotógrafo pernambucano Sérgio Guerra.

Há quase 15 anos ele trabalha para o governo angolano e vive na ponte-aérea Salvador-Luanda. Daí nasceu uma relação de amor profundo com o país africano, dando origem a cinco livros de fotos.

O último, “Hereros-Angola”, de 2010, ganha agora exposição no Museu Afro Brasil, em comemoração ao Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes.

Hereros são pastores polígamos e seminômades, criadores de gado, e preservam, por séculos, seus rituais.

Além das fotografias, algumas em grandes formatos, a mostra inclui vestimentas, adereços e objetos de uso tradicional e ritualístico da etnia Hereros.

A mostra traz ainda vídeos de depoimentos colhidos entre os sobas (líderes), mulheres e jovens sobre a sua cultura e a forma como encaram a vida. Parte integrante da mostra são cantos ritualísticos captados entre estes povos.

de 12 de maio a 14 de agosto

local: Museu Afro Brasil – Parque Ibirapuera (Portão 10)

grátis

Menu Title